complexo-do-alemao-rj

Complexo do Alemão bairro do Rio de Janeiro


Complexo do Alemão um bairro do Rio de Janeiro, também chamado de Morro do Alemão , é um bairro que abriga um dos maiores conjuntos de favelas da Leopoldina, do município do Rio .

Atenção sua principal comunidade é o Morro do Alemão, além de várias de comunidades pertencentes ao complexo, espalhadas pela região.

Mais importante é oficialmente um bairro, mas devido a seu tamanho, os limites da área do bairro pertencentes aos morro se misturam com outros bairros , como Ramos, Higienópolis, Olaria, Penha, Inhaúma e Bonsucesso.

Um pouco de História do Complexo do alemão

Serra da Misericórdia este é o local onde surgiu o bairro do Complexo do Alemão conforme conta a história.

Por volta 1920, um polonês Leonard Kaczmarkiewicz adquiriu terras na Serra da Misericórdia, que era, uma região rural da Zona da Leopoldina, o povo da região se referia ao local como o alemão e, mais tarde ficou conhecido como Morro do Alemão.

Então o proprietário Leonard dividiu o terreno em lotes para vende-los por volta de Dezembro de 1951.

Com o desenvolvimento da região com a instalação do Curtume Carioca muitos funcionários começaram a se instalar na região, além das obras da construção da Av. Brasil por volta de 1946, transformando a região numa área industrial .

Portanto a &nbsp,indústria &nbsp,crescendo juntamente com o comércio, veio a ocupação desordenada dos morros próximos, que teve crescimento no primeiro governo de Leonel Brizola, acabou por dar lugar às favelas do Complexo do Alemão.

Além de que parte da serra foi destruída com as instalações de pedreiras, muito comuns a partir da metade do século XX e&nbsp, algumas ainda presentes.

A região é conhecida como uma das mais violentas da cidade, como vimos quando da instalação das UPP  na região.

Ocupação do Complexo do Alemão bairro do Rio de Janeiro

Foi em 28 de novembro de 2010, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (PMERJ) e as Forças Armadas do Brasil fizeram uma operação em conjunto para a retomada do Complexo do Alemão do controle dos traficantes.

Portanto os bandidos fugiram pela mata, e nessa operação, o Batalhão de Operações Policiais Especiais apreendeu cerca de quarenta toneladas de maconha, cocaína, crack e armas de grosso calibre e grande parte da operação acompanhada pela televisão.

Teleférico do Alemão

O primeiro sistema de transporte de massa por cabo do Brasil que &nbsp,foi inaugurado no dia 7 de julho de 2011 é o &nbsp,Teleférico do Alemão, &nbsp,com a presença da presidente Dilma Rousseff, do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes.

Em 15 de setembro de 2016, a Secretaria de Estado de Transportes (SETRANS) anunciou que o teleférico ficaria inoperante para manutenção.

Portanto o sistema teve suas operações paralisadas no dia 14 de outubro de 2016 devido à falta de pagamento do estado ao Consórcio Rio Teleféricos .

Para a retomada da operação do teleférico no Complexo do Alemão bairro do Rio de Janeiro depende da troca do cabo,  manutenção de todo o sistema, e de recursos para os pagamentos .

complexo-do-alemao-vista-rj
Vista do Complexo do Alemão bairro do Rio de Janeiro

CRIAÇÃO DO BAIRRO COMPLEXO DO ALEMÃO – LEI Nº 2055

DELIMITA A XXIX REGIÃO ADMINISTRATIVA – COMPLEXO DO ALEMÃO, CRIADA PELO DECRETO Nº&nbsp,6011, DE 4 DE AGOSTO DE 1986, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Autor: Poder Executivo

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Art. 1º&nbsp,Fica delimitada, na forma do Anexo I desta Lei, a XXIX Região Administrativa – Complexo do Alemão, criada pelo Decreto nº&nbsp,6011, de 4 de agosto de 1986, e que passa a ser incluída no Anexo I do Decreto nº&nbsp,5280, de 23 de agosto de 1985, na AP.3 (Área de Planejamento 3).

Art. 2º&nbsp,A Área da XXIX Região Administrativa-Complexo do Alemão fica excluída da X Região Administrativa-Ramos e da XII Região Administrativa-Inhaúma, delimitadas no Anexo I do Decreto nº&nbsp,5280, de 23 de agosto de 1985, e que passam a ter sua delimitação alterada na forma do Anexo I desta Lei.



Art. 3º&nbsp,O inciso III do artigo 2º do Decreto nº&nbsp,5280, de 23 de agosto de 1985, passa a vigorar com a seguinte redação:

III – Área de Planejamento AP.3, abrangendo as Regiões Administrativas X, XI, XII, XIII, XIV, XV, XX, XXII, XXV, XXVIII, XXIX e XXX.

Art. 4º&nbsp,Até serem criados novos bairros dentro da XXIX Região Administrativa-Complexo do Alemão, fica criado o bairro do Complexo do Alemão, com delimitação na forma do Anexo II desta Lei, e que passa a ser incluído na delimitação de bairros constante do Anexo II do Decreto nº&nbsp,5280, de 23 de agosto de 1985, na AP.3 – Área de Planejamento 3.

§ 1º – Vetado.

§ 2º – Vetado.

Art. 5º&nbsp,O Anexo II do Decreto nº&nbsp,5280, de 23 de agosto de 1985, passa a incluir, na AP. 3 – Área de Planejamento 3, XXIX Região Administrativa-Complexo do Alemão – 329156 – Complexo do Alemão.

Art. 6º&nbsp,A delimitação dos bairros de Olaria, Ramos, Bonsucesso, Inhaúma e Higienópolis, constante do Anexo II do Decreto nº&nbsp,5280, de 23 de agosto de 1985, fica alterada na forma do Anexo III desta Lei.

Art. 7º&nbsp,Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

CESAR MAIA

ANEXO I

XXIX REGIÃO ADMINISTRATIVA – (COMPLEXO DO ALEMÃO)
Complexo do Alemão

Do entroncamento da Estrada de Itararé com a Rua Doutor Noguchi, seguindo por esta (incluída) da Estrada de Itararé até a Rua Roberto Silva, por esta (incluído apenas o lado par) da Rua Doutor Noguchi até a Travessa Salvador Maciel.

A partir deste ponto (excluída) até a Rua Teixeira Franco, por esta (excluída) até a Rua Professor Lace, por esta (excluída) até a Rua 23 de Agosto, por esta (excluída, excluindo o Largo do Itararé) até a Estrada de Itararé, por esta (incluindo apenas o lado ímpar) da Rua 23 de Agosto até a Rua Sebastião de Carvalho.

Por esta (excluída) até a Travessa Laurinda, por esta (excluída) até encontrar o prolongamento do alinhamento da Rua Cabedelo, por este e pela Rua Cabedelo (incluída) até a Rua Armando Sodré, por esta (incluída) da Rua Cabedelo até encontrar o prolongamento do alinhamento da Rua Iriguati, por este .

Pela Rua Iriguati (excluída) até a Rua Antonio Rêgo, por esta (excluída) até a Rua Itajoá e a partir deste ponto (incluído apenas o lado ímpar) até a Rua Itacora, por esta (incluído apenas o lado ímpar) até a Rua G do PA 9284 (excluída), daí, em direção Oeste.

Seguindo pela linha de cota 50 metros (excluindo a Rua Mirá) até encontrar o prolongamento do alinhamento da Rua Comandante Hoover, por este, subindo a Serra da Misericórdia em direção Sul, até a sua cumeada, por esta, em direção Oeste.

Passando pelos pontos de cota 171 metros e 134 metros até o ponto de cota 138 metros, daí descendo o espigão em direção Sul (excluindo a Favela Relicário), até encontrar a Rua Canitar, deste ponto, pela Rua Canitar (excluída, excluindo a Rua Carlos Perry) até um ponto situado a 250 metros da antiga Estrada Velha da Pavuna.

Daí por uma linha reta em direção Leste (incluindo a localidade do Morro das Palmeiras), passando pelos finais das Ruas Tegucigalpa e Ibirapitanga (todas excluídas) até o final da Rua Tangapeme, por esta (excluída) até a Rua Ivurarema, por esta (excluída) até o seu final.

Então deste ponto (incluindo a comunidade Alvorada/Vila Cruzeiro) por uma linha reta em direção Sul até encontrar o entroncamento da Vila Ascanio com Vila Glauco, por esta (excluída) até a Vila Jesuânia, por esta (excluída, excluindo todas as Ruas de vila com servidão pela Avenida Itaóca nº 2358) até a Avenida Itaóca.

Como por esta (excluída) até a servidão ao lado do nº 2260 e a partir deste ponto (incluindo apenas o lado par, incluindo a servidão ao lado do nº 2260) até a Rua Antonio Austregésilo, seguindo por esta (incluída) até 260 metros da Avenida Itaóca.

Depois daí, contornando o loteamento Jardim Guadalajara (excluído) até encontrar a Avenida Itaóca, por esta (incluído apenas o lado par) do limite Leste do Loteamento Jardim Guadalajara até a Rua Horácio Picoreli, por esta (incluída) até o seu final.

Continuando daí, pelo Morro de Bonsucesso em direção Leste até encontrar o final da Rua Capuçara (incluída), daí, pela Rua Piancó (excluída), até a Rua Tangará, por esta (excluída) até a Rua Piumbi, por esta (excluída) da Rua Tangará até a Rua Sabaúna, por esta (excluída) da Rua Piumbi até a Rua Joana Fontoura, por esta (excluída).

Até encontrar a Rua Aquiri, por esta (incluída) até a Estrada de Itararé, por esta (incluída) da Rua Aquiri até o ponto de partida.

Complexo do Alemão – Mapa

Deixe um comentário Cancelar resposta