Cordovil

 , , , , » CONHEÇA O MP4  ,  , » Tempo » Guia Rio » Mapas de Ruas » Meu Computador Novo » Empregos já  ,

 ,

» BAIRRO DE , CORDOVIL

 ,
 ,É um bairro da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, de classe média, que faz divisa com os bairros de Brás de Pina, Irajá, Vista Alegre, Parada de Lucas e Penha Circular. O local é tranquilo e sereno sendo um ótimo lugar para viver. Situado em terras que pertenceram no século XVII, ao Provedor da Fazenda Real Bartolomeu de Siqueira Cordovil, natural de Alvito, Évora, Portugal, que posteriormente foi transformado no Engenho do Provedor da Fazenda Real, Francisco Cordovil de Siqueira e Mello, filho do Bartolomeu. Em 1902 foi vendido pelos remanescentes da família para o Visconde de Moraes, que o loteou em 1912. A fazenda original pertencia a freguezia de Irajá. A Igreja Nossa Senhora da Apresentação, uma das mais antigas do Rio de Janeiro, pertencia ao Engenho do Provedor. Conta com uma população de 46.533 pessoas (segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE - Censo Demográfico 2000) distribuídas numa área de 385,68 ha. O aniversário de fundação de Cordovil é no dia 5 de outubro, já que foi neste dia, em 1910, que ocorreu a inauguração da estação ferroviária do bairro. Este aniversário foi estabelecido recentemente pelo projeto de lei nº 989/2002, da vereadora Rosa Fernandes, que incluiu no calendário oficial do município do Rio de Janeiro a data.

Total da População (2000): 46.533

Pessoas Residentes por sexo:

Masculino (2000): 21.663 Feminino (2000): 24.870

Pessoas Residentes Alfabetizadas por Sexo

Homens (2000): 18.418 Mulheres (2000): 21.257

Pessoas Residentes Não Alfabetizadas por Sexo

Homens (2000): 1.266 Mulheres (2000): 1.755

Responsáveis pelos Domicílios Particulares por sexo

Masculino (2000): 8.783 Feminino (2000): 5.204

Área Territorial (2003): 385,68 ha

Áreas Naturais

Área Total (2001): 1,34 % Floresta (2001): 0,00 %

Áreas Urbanizadas e/ ou Alteradas

Área Total (2001): 98,66 %
 ,
 

 ,

 , , Cordovil
 ,  ,



 ,


 , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , // voltar //
 , , , ,